Band Saracens chega à 4ª etapa do Super Sevens 2017 / Sarries ready for another round of the Womens Super Sevens

O Band Saracens chega à 4ª etapa do grande campeonato feminino do país! Desta vez, o torneio será na casa do SPAC, seu grande adversário da capital, em busca de sua melhor colocação na classificação geral. Atualmente, o clube ocupa a sexta colocação, apenas 7 pontos atrás do terceiro colocado e segue na luta por um lugar no pódio. Na etapa anterior garantiu o vice-campeonato, depois de vencer todas as disputas no chaveamento e apenas cair na final por um try convertido de diferença.

Até aqui, as Bandetes já enfrentaram grupos difíceis com equipes fortes e tradicionais. Agora, está num grupo teoricamente mais fácil, onde enfrenta Melina, Pasteur e USP, em relação à Florianópolis – lá, de cara, encontrou os gigantes Delta, Niterói e Charrua. De longe, à chegada em uma final tão importante já dá o ânimo necessário para as partidas deste final de semana “O ânimo do time melhorou muito! Ficamos felizes em finalmente termos um bom resultado. Estamos treinando bastante e ver que temos potencial foi fundamental para continuarmos focadas no torneio“, é o que diz Juliana Modaneze, uma das pilares da equipe.

A partida contra as Melinas deve ser a mais quente do grupo – numa ascensão considerável, as mato-grossenses cobrarão foco e extrema dedicação das Bandetes que, com certeza, estão dispostas a vencer o duelo que pode levá-las às primeiras posições do grupo. Na etapa anterior, a vitória foi bandeirantina por 15 a 0 nas quartas de final ouro, agora o duelo deve valer o primeiro lugar do grupo na fase de classificação.

O grande ponto positivo do Band Feminino é o entrosamento “Nós estamos construindo um grupo que sempre treina junto e quanto mais treinamos, mais nos conhecemos e ficamos mais à vontade em campo. Isso tem resultado em uma tranquilidade para fazermos o que treinamos e isso será nosso diferencial de novo para essa etapa“, continua Ju Moda.

É com a força do entrosamento e da experiência que o Band pretende bater o Pasteur e USP, confrontos que ainda não ocorreram pelo Super Sevens, mas o histórico de resultados do Circuito Paulista favorecem a Família Bandeirantina.

 

Band Saracens: 1 – Xaxá Schwambach, 2 Carol Palazzini, 3 Bruna Lotufo, 4 Vivi Trindade, 5 Juliana Modaneze, 6 Letícia Martins, 7 Iris Coluna, 8 Marina Fioravanti, 9 Camila Lacerda, 10 Laís Caroline, 11 Grasiele Bonfim, 12 Larissa Artoni

Treinadores: Will, Eduardo Alves “Zinho” e Tabata “Colors”

Fisioterapeutas: Junior e Joyce

 

Confrontos:

09h40 – Band Saracens x Pasteur
12h20 – Band Saracens x USP
15h00 – Band Saracens x Melina

 

The Sarries ladies are back on the field this weekend on the 4th round of the Womens Super Sevens, hosted by SPAC, their capital’s main rivals still looking to climb a few more steps up on the standings. The team currently holds the 6th position, but the 2nd place on the last round put the girls closer than ever to reaching the top3, getting behind Curitiba by only 7 points.

So far, Band Saracens has faced though opponents right on the knockout stages, but this time it will be different, as they will face USP and Pasteur, both teams from Sao Paulo who are not among the fixed teams, and Melina, the side from Mato Grosso who’s improving at every stage, and whom the Sarries beat on the last Cup quarterfinals by 15-0. This time their encounter might be the group decider and the team is well aware of that.

“We have a very positive energy in the group right now, for finally reaching the result we had been working for on the last round. We remain very focused and the training sessions are harder than ever, because I know we have the potential to go further.” Saya Juliana Modaneze, playing loosehead prop. “We have grown as a team along the year, getting to know each other’s style and it makes us a little more comfortable every time we play together, making it easier for us to focus on how to get those victories. I think this will be the key on this round.”