Band Saracens encara Charrua na decisão da Taça Tupi!

Band Saracens e Charrua jamais se enfrentaram, mas são duas escolas de rugby tradicionais que medirão forças nesse sábado, dia 7, na grande final da Taça Tupi, a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, que terá transmissão ao vivo da Brasil Rugby TV.

O campo para a decisão será neutro, com Curitiba sendo a cidade escolhida para receber pela segunda vez nos últimos três anos a decisão. Tetracampeão nacional e com uma longa história na primeira divisão nacional, o Band Saracens, de São Paulo, chega ao jogo como o favorito, dono da melhor campanha, com 100% de aproveitamento. Já o Charrua, de Porto Alegre, é o clube mais antigo de seu estado e ficou com o vice campeonato da segunda divisão em 2013, perseguindo desde então sua inédita promoção à primeira divisão brasileira. A meta foi alcançada e os Índios agora colocam a mente em buscarem o maior título masculino da história do clube decano gaúcho.

O Band Saracens fez uma campanha literalmente perfeita na Taça Tupi, com 7 jogos e 7 vitórias bonificadas (incluindo o 67 x 05 sobre o BH na semifinal), tendo o melhor ataque, com 496 pontos marcados, e a melhor defesa, com somente 77 sofridos. O artilheiro do campeonato é o argentino Erick Iglesias, abertura e centro do time paulista, com nada menos que 139 pontos – quase o dobro do segundo colocado do ranking de artilheiros. Já outros dois atletas bandeirantinos estão no topo da lista de maiores marcadores de tries da competição, Laurent e Cavalo, com 13 (marcados em 7 jogos!). Marcas incríveis.

No meio desse duelo está Guilherme Marques, treinador do Band há dois anos, mas que começou no esporte no clube gaúcho. “É engraçado como o mundo da voltas. Os deuses do Rugby devem estar achando hilário me colocar em um jogo versus o time que me introduziu ao esporte e despertou meu desejo de ser treinador. Só tenho boas lembranças e muito do que sou hoje é por causa do que aprendi lá. Por isso sou eternamente grato. Já o Band Saracens me recebeu de braços abertos, acreditou no meu trabalho, e me deu a oportunidade inédita de ser o primeiro treinador não Bandeirantino do clube. Já se passaram dois anos de altos e baixos, mas um grupo de pessoas extraordinárias e uma fé inabalável em ética e trabalho duro deram frutos. E hoje estamos colhendo o que plantamos no início de 2016.”

O fato de jogar fora de casa não é visto como um problema para o treinador: “Acredito que foi o certo a ser feito. Durante a fase de grupo viajamos a Londrina para vencer o Pé Vermelho após longa jornada de ônibus. Logo estamos preparados para as adversidades q virão. Tenho a alegria de duas equipes tão queridas estarem na final. Estou duplamente feliz. Que seja o melhor jogo da vida desses jogadores. E que o Rugby vença.”

Band Saracens: 1 Gabriel Saraiva, 2 Bruno Gil, 3 Gudemberg Cerqueira, 4 Yuri Horalek, 5 João Carozi, 6 Gabriel Lobo, 7 Devon Muller, 8 Gabriel Paganini, 9 Will Broderick, 10 Erick Iglesias, 11 Beto Pedroza, 12 Leandro “Cavalo”, 13 JP Santos, 14 Laurent Borda-Couhet, 15 Pablo Hernandez

Suplentes: 16 Eduardo Alves, 17 Marton Andrade, 18 Jonatas Paulo, 19 José Simonetti, 20 Leo Monteiro, 21 Luiz Dias Plumacher, 22 Diogo Raucci, 23 Daniel di Gianni

Treinador: Guilherme Marques
Fisioterapeuta: Joyce

Serviço:
Taça Tupi – FINAL
Dia 07/10/2017 às 15h – Band Saracens X Charrua
Local: Paraná Esporte – Curitiba, PR
Entrada GRATUITA

Foto: Daniel Venturole