Band Saracens encerra Super Sevens na 6a colocação / Sarries finish Super Sevens in 6th

A última etapa do Super Sevens não foi fácil para as mulheres do Band Saracens, que flertaram com a semifinal ouro no domingo mas terminaram conquistando o 7º lugar na etapa, caindo para o 6º lugar geral em uma competição em que as bandetes encararam as duas líderes e o atuais campeãs.

O primeiro dia de jogos já mostrava como o fim de semana seria disputado. Com o título e quatro vagas de equipes fixas em 2018 ainda em aberto, as equipes vieram com força máxima para a etapa decisiva e o Band Saracens caiu no grupo mais difícil da competição. O Delta que lutava direto pela vaga com as Bandetes veio forte no primeiro jogo e reverteu a desvantagem no histórico entre as equipes, com um triunfo por 15 a 0, tornando a partida contra o Niterói decisiva. A equipe reencontrou o seu jogo e fez um duelo de igual para igual com as fluminenses que acabariam se sagrando campeãs, mas no final, o triunfo foi das rivais por 21 a 14.

Um sólido 45 a 0 contra o Centauros encerrou a campanha bandeirantina na primeira fase e o bom desempenho garantiu a equipe na fase final, diante das anfitriãs do Curitiba no dia seguinte.

O domingo começou com mais uma grande demonstração da equipe diante das atuais campeãs nacionais, mas novamente, a vitória não veio por um try de diferença, relegando a equipe na disputa da Taça Prata. E o adversário foi o São José, líder da competição até essa etapa, mas que precisava desesperadamente da vitória para se manter vivo, e as joseenses fizeram valer seu favoritismo, ainda que mais uma vez, as Bandetes tenham proposto um jogo duro. Na despedida, enfim o triunfo sobre a ascendente equipe do Melina, um 22 a 17 suado que foi definido somente na prorrogação.

Com os resultados da etapa, o Band Saracens acabou na 6a colocação geral e precisará jogar o torneio Qualificatório, torneio que venceu na edição desse ano, para se manter como uma das equipes centrais da competição.

A hora é de descanso, mas mais desafios virão em breve.

 

Jogos:
Band Saracens 00 x 15 Delta – primeira fase
Band Saracens 14 x 21 Niterói – primeira fase
Band Saracens 45 x 00 Centauros – primeira fase
Band Saracens 05 X 12 Curitiba – Quartas de final Ouro
Band Saracens 05 X 19 São José – Semifinal Prata
Band Saracens 22 X 17 Melina – Disputa de 7o lugar
Atletas:
1 Carolina Palazzini (“Pala”), 2 Íris Coluna, 3 Juliana Modaneze (“Moda”), 4 Viviane Trindade (“Vivi”), 5 Camila Lacerda, 6 Lais Caroline,
7 Marina Fioravanti (“Tcho”), 8 Letícia Martins (“Tixa”), 9 Xaxá Schwambach (C), 10 Larissa Artoni, 11 Ana Paula Teixeira (“Aranha”),
12 Grasiele Bonfim (“Grasi”)

 

Treinadores: Will Brpderick e Eduardo “Zinho”

Manager: Rafa

Foto: Susi Seitz

 

It was a hard weekend for the Sarries ladies who flirted with the Cup finals once again but ended their campaign with the 7th place on the last round of the Womens Super Sevens, finishing their campaign on the 6th place overall.

The first day of competition gave a preview of what was in line for Band. With both the title and the four spots on next year’s edition still up for grabs, all teams came out firing and Delta and Niteroi proved too strong on the group stage despite the huge efforts that included a narrow loss to Niteroi, who would become national champions later. A solid 45-0 win against Centauros kept their hopes alive as they headed for the Cup quartfinals on the following day.

On Sunday, hosts Curitiba were the first challenge, and once again victory slipped as Band Saracens suffered a 12-5 loss to the current champions. Up next there was Sao Jose, the leader on the standings and one of the few teams with a positive track record against the Sarries, and one more time they took the win home, leaving Band to beat Melina in the 7th place match by a narrow 22-17.

With the results, Bandeirantes Saracens finished the Super Sevens on the 6th position on the standings and will play the Qualifiyng tournament, which they won earlier this year, in order to secure a spot as a permanent team next season.